Sem relação não existimos



2019-11-02
Como psicoterapeuta e paciente de divã há quase 15 anos, há uma coisa que tenho como certa: a terapia funciona quando as partes estão em relação. 

É no encontro entre paciente e terapeuta, no modo como ambos se acolhem, cada um no seu lugar real e com a sua subjectividade, que a transformação acontece e que a relação muda. É nesse espaço de ambos e onde cabe tanta coisa, que terá lugar aquilo que Coimbra de Matos chama de a Nova Relação. 

É pela transferência (do paciente para o terapeuta) e da contra-transferência (do terapeuta para o paciente), que a relação se constrói, se fortalece e se deixa saturar de elementos novos que pertencem apenas ao domínio da terapia. 

Sem relação não há Psicanálise; sem relação não há saúde mental; sem relação, existiremos? 


Pintura: Rafael Zabaleta